UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO - UFERSA
:. Laboratório de Limnologia e Qualidade de Água do Semi-Árido

  PROJETOS DE PESQUISA EM ANDAMENTO

 

Título: Caracterização e Monitoramento de Ecossistemas Aquáticos da Bacia Hidrográfica do Rio Apodi/Mossoró como base para o desenvolvimento das atividades de aqüicultura e pesca no Semi-Árido do Rio Grande do Norte. Financiador: CNPq: Edital Universal 2009 e bolsa de mestrado. (2009-2011). Resumo: O monitoramento das características físicas e químicas e biológicas (coliformes fecais e totais) dos ambientes aquáticos será realizado em períodos trimestrais em diferentes épocas do ano. A coleta de dados abióticos e bióticos numa série temporal de longo prazo, visa captar padrões tênues com uma precisão que muitas vezes não são detectados em apenas um ano de amostragem. Serão realizadas trimestralmente amostragens de água e sedimento em 25 estações localizadas em diferentes trechos da bacia hidrográfica do rio Apodi/Mossoró, partindo da região de cabeceira até a região estuarina. Este delineamento amostral visa verificar a existência de gradientes físicos e químicos e de possíveis alterações ocasionadas por atividades antrópicas, tais como atividades de piscicultura em reservatórios, atividades de carcinicultura na região estuarina da bacia hidrográfica, atividades salineiras e impactos ocasionados por efluentes domésticos. É importante destacar que a bacia hidrográfica do rio Apodi/Mossoró será uma das bacias do Nordeste Setentrional a receber água da transposição do Rio São Francisco e que os estudos serão essenciais para avaliar o impacto ambiental desta obra sobre os seus ecossistemas aquáticos. Neste contexto, torna-se relevante o monitoramento das características físicas, químicas e biológicas desta bacia, visando o conhecimento de sua dinâmica e principalmente almejando otimizar e direcionar o aproveitamento dos recursos hídrico para os mais diversos fins. As informações geradas com o monitoramento da qualidade da água poderão ser utilizadas como subsídios para a elaboração de programas de conservação e/ou manejo das áreas de estudo, além de servirem de base para tomadas de decisão quanto à regulamentação e o aproveitamento dos recursos hídricos. Os resultados obtidos quanto às concentrações de nutrientes, metais pesados e coliformes nos ambientes aquáticos também serão importantes para o desenvolvimento das atividades de aqüicultura, especialmente no reservatório de Santa Cruz do Apodi onde já existe a criação de tilápias do Nilo (Oreochromis niloticus), para as carciniculturas situadas no baixo curso da bacia hidrográfica e para a atividade de pesca do molusco bivalve Anomalocardia brasiliana que é realizada no estuário do rio Apodi/Mossoró. Coordenador: Gustavo Henrique G. Silva.


 Título: Indicadores de Sustentabilidade para a Aquicultura. Financiador: CNPq; MPA; FAPESP. Valor 1 milhão de reais. 2011-2014. Descrição: A rede Sustentabilidade na Aqüicultura é formada por 38 pesquisadores de 15 instituições de pesquisa, distribuídas nas regiões sul, sudeste, nordeste e norte. Foi formada a partir do Grupo de Trabalho em Sustentabilidade, constituído pelo Ministério da Pesca e Aqüicultura em 2009 para estudar e propor um conjunto de indicadores adequados para avaliar a sustentabilidade da aqüicultura brasileira. O objetivo da rede é desenvolver um conjunto de indicadores de sustentabilidade adequados para avaliar a aqüicultura brasileira. Formar pessoal qualificado para atuar na avaliação da sustentabilidade da aqüicultura. Serão analisados 22 sistemas de aquicultura, em fazendas comerciais distribuídas nas regiões sul, sudeste, nordeste e norte. O projeto tem como metas: (i) Avaliar a produtividade, a viabilidade econômica e a sustentabilidade econômica, ambiental e social dos principais sistemas de aquicultura do Brasil; (ii) Avaliar a eficiência do uso dos recursos água, espaço, energia, nitrogênio e fósforo no processo de produção; (iii) Determinar o balanço de energia, carbono, nitrogênio e fósforo nos sistemas de produção; (iv) Quantificar a geração de subprodutos poluentes no processo de produção; (v) Avaliar a emissão de gases do efeito estufa de cada sistema; (vi) Estimar o possível ganho social, bem como os impactos sociais negativos decorrentes de cada sistema de produção; (vii) Subsidiar o Ministério da Pesca e Aqüicultura no estabelecimento de uma política de avaliação da sustentabilidade da aqüicultura brasileira; (viii) Formar recursos humanos qualificados para atuar em sustentabilidade no Brasil; (ix) Produzir artigos científicos de padrão internacional, que serão publicados pelas várias equipes participantes. Coordenador: Wagner Cotroni Valenti; Integrantes: Gustavo Henrique Gonzaga da Silva ; Luis Alejandro Vinatea Arana; Felipe do Nascimento Vieira; José Luiz Pederneira Mourinho; Thiago El Hadi Perez Fabregat; Jorge de Matos Casaca; Iracy Léa Pecora; Patrícia Maria Contente Moraes Valenti; Margarete Mallasen; Juliana Schober Gonçalves Lima; Dárlio Inácio Alves Teixeira.

 

Título: Estudos Limnológicos em Ecossistemas Aquáticos da Bacia Hidrográfica do Rio Apodi/Mossoró - Semi-Árido do Rio Grande do NorteFinanciador: CNPq: Bolsa de Produtividade em Pesquisa (2009-2012). Resumo: As bacias hidrográficas potiguares constituem-se em locais propícios ao desenvolvimento de estudos de monitoramento ambiental, pois apresentam áreas bem preservadas próximas às nascentes e áreas submetidas a alterações antrópicas devido a práticas agrícolas, extração de areia e lançamento de efluentes domésticos. Dentro da importância que a bacia hidrográfica representa como unidade de estudo e de manejo, este projeto visa realizar o monitoramento de ecossistemas aquáticos da bacia hidrográfica do rio Apodi/Mossoró. O monitoramento das características físicas e químicas dos ambientes aquáticos será realizado em períodos trimestrais em diferentes épocas do ano. A coleta de dados limnológicos numa série temporal de longo prazo, visa captar padrões tênues com uma precisão que muitas vezes não são detectados em apenas um ano de amostragem. Serão realizadas trimestralmente amostragens de água e sedimento em 23 estações de amostragem em diferentes trechos da bacia hidrográfica do rio Apodi/Mossoró, visando verificar a existência de gradientes físicos e químicos e de possíveis alterações ocasionadas por atividades antrópicas. É importante destacar que a bacia hidrográfica do rio Apodi/Mossoró será uma das bacias do Nordeste Setentrional a receber água da transposição do Rio São Francisco e que os estudos limnológicos serão essenciais para avaliar o impacto ambiental desta obra sobre os seus ecossistemas aquáticos. Neste contexto, é de extrema relevância o monitoramento das características físicas, químicas e biológicas desta bacia, visando o conhecimento de sua dinâmica e principalmente almejando otimizar e direcionar o aproveitamento dos recursos hídrico para os mais diversos fins. As informações geradas com o monitoramento abiótico da qualidade da água poderão ser utilizados como subsídios para a elaboração de programas de conservação e/ou manejo das áreas de estudo, além de servirem de base para tomadas de decisão quanto à regulamentação e o aproveitamento dos recursos hídricos. Coordenador: Gustavo Henrique G. Silva.

 

Título: Ecologia, manejo pesqueiro e beneficiamento do marisco Anomalocardia brasiliana como base para melhoria das condições de trabalho e renda das marisqueiras do município de Grossos - RN. Financiador CNPq e MAP (2009-2011). Resumo: A pesca artesanal desempenha papel de destaque como fonte de emprego, renda e alimento, auxiliando na redução da pobreza principalmente em comunidades costeiras e ribeirinhas. No Brasil a pesca costeira artesanal contribui com aproximadamente 60% da produção marinha total de pescado, sendo que na região litorânea do município de Grossos-RN, parte da comunidade sobrevive do extrativismo, especialmente do molusco bivalve Anomalocardia brasiliana. Este marisco compõe a dieta familiar dos pescadores da região, além de ser uma importante fonte de renda. É importante destacar, que devido à relativa abundância de A. brasiliana no litoral do Rio Grande do Norte, são necessários trabalhos que visem o levantamento das principais áreas de ocorrência desta espécie, no intuito de estudar os seus aspectos auto-ecológicos e a dinâmica de suas populações, além de avaliar o seu potencial de exploração e a possibilidade de implementação de procedimentos tecnológicos que venham melhorar a renda das famílias que dependem da extração desta espécie. Neste contexto, o presente projeto tem como objetivo geral melhorar as condições de trabalho e renda das marisqueiras do município de Grossos-RN, por meio da inserção de novas tecnologias de processamento do pescado. O projeto tem ainda como objetivos específicos à capacitação desta comunidade tradicional para a realização do monitoramento e da gestão dos estoques de A. brasiliana, além de realizar estudos sobre a dinâmica populacional desta espécie, visando à obtenção de informações ecológicas que propiciem o manejo adequado deste marisco. O projeto terá a duração de dois anos e contará com a participação da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Universidade Federal da Paraíba (campus de Bananeiras), Centro Terra Viva (ONG) e Associação das Mulheres Pescadoras e Artesãs do Município de Grossos-RN. O projeto possuirá quatro linhas de ação. Linha de Ação I - Avaliação Participativa da Pesca de A. brasiliana: consistirá no levantamento de dados referentes ao conhecimento tradicional das marisqueiras sobre o recurso. Este levantamento será fundamentado a partir de entrevistas e do acompanhamento da coleta de A. brasiliana. Linha de Ação II - Avaliação da Dinâmica Populacional de A. brasiliana: consistirá do monitoramento científico das capturas, com amostragens nas praias onde são realizadas as coletas de A. brasiliana pelas marisqueiras, visando analisar informações referentes aos indivíduos com tamanhos inferiores àqueles presentes nas capturas artesanais. Linha de Ação III: Técnicas de Processamento de A. brasiliana: consistirá em realizar e avaliar o beneficiamento da carne de A. brasiliana, por meio da realização de produtos defumados e marinados. Linha de Ação IV. Capacitação das marisqueiras do Município de Grossos: consistirá da capacitação das marisqueiras através de cursos de curta duração na comunidade. Coordenador: Gustavo Henrique G. Silva. Colaboradores: Celicina M. da Silveira Borges Azevedo, Cibele Soares Pontes, Rodrigo da Silva Costa, Marco Antonio Nóbrega de Sousa, Inês Martins.

 

Título: Monitoramento limnológico do reservatório de Santa Cruz (bacia hidrográfica do rio Apodi/Mossoró) no semi-árido do Rio Grande do Norte. Resumo: Nas últimas décadas a construção de reservatórios para os mais diversos fins no Brasil aumentou consideravelmente. A criação destes ecossistemas híbridos proporciona impactos diretos nas relações sociais e econômicas das regiões afetadas, além de provocar alterações ambientais que necessitam ser previstas e monitoradas. A barragem de Santa Cruz, concluída em 2002 e localizada na bacia hidrográfica do rio Apodi/Mossoró, detém a segunda maior capacidade de reserva de água do Estado do Rio Grande do Norte, inferior apenas à barragem de Armando Ribeiro Gonçalves. O reservatório tem a capacidade de acumular até 600 milhões de metros cúbicos de água e tem o potencial de irrigar cinco mil hectares de terras na Chapada do Apodi, além de proporcionar condições para o desenvolvimento de atividades de aqüicultura sustentáveis, tais como a criação de peixes em tanques redes. É importante destacar que o reservatório de Santa Cruz poderá ser um dos reservatórios das Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional a receber água da transposição do Rio São Francisco e que os estudos limnológicos serão essenciais para avaliar o impacto ambiental desta obra e para verificar as condições em que se encontra o reservatório. Neste contexto, é de extrema relevância para o Estado o monitoramento de longo prazo das características físicas, químicas e biológicas do reservatório de Santa Cruz, visando o conhecimento de sua dinâmica e principalmente almejando otimizar e direcionar o aproveitamento dos recursos hídrico para os mais diversos fins. Coordenador: Gustavo Henrique G. Silva.

 

PROJETOS CONCLUÍDOS

 

Projeto Rio Apodi/Mossoró: Integridade Ambiental a Serviço de Todos. (Programa Petrobrás Ambiental). Financiador: Petrobras. Resumo: O projeto de pesquisa terá duração de dois anos e tem como objetivo geral desenvolver ações de preservação, recuperação, capacitação técnica de gestores e educação ambiental da comunidade, para promover a conscientização, a valorização e o uso racional da água do rio Apodi/Mossoró, contribuindo para uma gestão sustentável e integrada da bacia. O projeto tem ainda como objetivos específicos o monitoramento dos ecossistemas aquáticos da bacia hidrográfica do rio Apodi/Mossoró; a sensibilização da comunidade através de práticas de educação ambiental e identificação, zoneamento e manejo de áreas degradadas da mata ciliar na bacia hidrográfica, além da implantação de uma área piloto com um banco de sementes, viveiros de mudas e plantio de 25 ha de mata nativa. Coordenadora Geral: Suely Castro. Coordenador da Área de Monitoramento Ambiental: Gustavo Henrique Gonzaga da Silva.

Estudo do Impacto Ambiental da Atividade de exploração do marisco Anomalocardia brasiliana nas comunidades de Barra, Pernambuquinho e Alagamar no município de Grossos-RN. Financiador: ONG Terra Viva. Resumo: Objetivos: 1) avaliar a dinâmica populacional de A. brasiliana; 2) determinar a capacidade suporte deste molusco nas praias do Rio Grande do Norte; 3) verificar a influência das variáveis abióticas sobre sua dinâmica populacional; 4) verificar o período de recrutamento desta espécie. Coordenadores: Gustavo Henrique G. Silva & Celicina Borges Azevedo.

Dinâmica populacional do molusco gastrópode Neritina virginea na região estuarina do Rio Apodi/Mossoró-RN. Resumo: O gastrópode N. virginea não é comestível pelo homem devido ao seu tamanho reduzido, no entanto, é bastante utilizado como ornamentação, devido principalmente a grande variedade de cores, linhas e manchas de sua concha lisa e brilhante. Apesar da grande quantidade de trabalhos sobre os Neritidae, são poucos os estudos sobre N. virginea em todo o mundo, especialmente no que se refere aos aspectos de dinâmica populacional e diversificação dos padrões de cores de suas conchas. As hipóteses levantadas para o desenvolvimento do projeto foram: (i) existe uma variação sazonal na dinâmica populacional de Neritina virginea; (ii) as características abióticas, tais como salinidade, temperatura, pluviosidade e granulometria influenciam na dinâmica populacional de Neritina virginea. Neste contexto, os objetivos do trabalho são: a) verificar a dinâmica populacional de Neritina virginea durante as diferentes épocas do ano; b) Identificar os períodos de reprodução e recrutamento dessa espécie; c) Relacionar as características abióticas (temperatura e salinidade da água, granulometria do sedimento e pluviosidade) com a distribuição e abundância dos indivíduos de N. virginea; d) Avaliar a capacidade de suporte desta espécie na região estudada; e) Mapear as áreas de maior densidade populacional da espécie e correlacionar com fatores ecológicos. Coordenador: Gustavo Henrique G. Silva.

Caracterização e avaliação do impacto ambiental da atividade aqüicola e utilização de macrófitas auqática no tratamento de efluentes. Financiadores: CNPq, FAPESP. Resumo: Os impactos ocasionados pela aqüicultura têm estimulado o desenvolvimento da chamada aqüicultura sustentável, que pode ser entendida como o conjunto de procedimentos alternativos que almejam reverter os impactos ocasionados pelo "mal desenvolvimento". De acordo com este enfoque, a aqüicultura deve almejar lucro, e ao mesmo tempo, privilegiar o desenvolvimento social e a minimização dos impactos ambientais. Neste contexto, este projeto tem como objetivo geral o desenvolvimento de técnicas e padrões que visem melhorar as práticas de manejo das atividades de aqüicultura. Como objetivos específicos pretende-se: 1. Realizar a caracterização limnológica (oxigênio dissolvido, temperatura, pH, condutividade elétrica, turbidez, material particulado, nitrogênio total, N-nitrato, N-nitrito, N-amoniacal, fósforo total, fósforo dissolvido e P-ortofosfato) de efluentes provenientes de atividades de aqüicultura. 2. Realizar a caracterização microbiológica (bactérias heterotrófica, coliformes fecais e coliformes totais) dos efluentes de aqüicultura. 3. Testar a eficiência de sistemas de tratamento compostos por macrófitas aquáticas na remoção de nutrientes, matéria orgânica e bactérias dos efluentes de carcinicultura e de piscicultura. 4. Inferir sobre a possibilidade de reutilização do efluente tratado nas próprias atividades de aqüicultura. 5. Analisar as taxas de crescimento e as taxas fotossintéticas de macrófitas aquáticas de diferentes grupos ecológicos com potencial para serem aproveitadas no tratamento de efluentes de aqüicultura. 6. Avaliar as inter-relações entre as macrófitas aquáticas utilizadas nos sistemas de tratamento dos efluentes. Coordenadores: Antonio Fernando Monteiro Camargo & Gustavo Henrique G. Silva.
 



Nº de visitas desde 05/03/2009: 45070


Av. Francisco Mota, 572
Bairro Costa e Silva
Mossoró-RN | CEP: 59.625-900
 
Creative Commons License
Portal UFERSA por SUTIC é licenciado sob a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License.